Primer, corretivo, sombra, rímel, lápis e delineador. Pronto: com produtos novos e de boa pigmentação você está preparada para arrasar em qualquer festa sem correr nenhum risco. Correto? Alto lá! Antes de usar uma maquiagem para a região dos olhos, é preciso verificar se ela está dentro do prazo de validade e passou pelos testes necessários.

De acordo com a dermatologista Luciana Dorigo Kucharski Esmanhoto, produtos para a área dos olhos, sejam maquiagens ou cremes cosméticos, podem causar infecções por bactérias, fungos ou vírus, irritações por algum componente químico e reações alérgicas – neste caso quando há uma hipersensibilidade da pessoa que os utiliza. Por isso é imprescindível que tenham uma observação na embalagem indicando que foram dermatologicamente testados.

A médica alerta que, ainda assim, o teste dermatológico não é suficiente para assegurar a qualidade de um produto. Ele também deve ter uma indicação na embalagem assegurando a passagem por um teste oftalmológico para garantir que esteja livre de conservantes e ativos que causem qualquer tipo de irritação ocular.
A oftalmologista Heloisa Russ acrescenta que os olhos são órgãos extremamente sensíveis e que toda a região ao redor também merece atenção redobrada. “Não dá para focar na beleza e esquecer a saúde”, diz. Todo cuidado é pouco.

Fique produzida sem afetar a saúde ocular!

1 . Produtos de beleza para a região dos olhos devem ser dermatologicamente e oftalmologicamente testados.
2. Um erro muito comum, de acordo com Luciana, é o de achar que o produto estando na validade está próprio para uso. Na embalagem, há sempre um prazo máximo – bem menor do que o de validade – em que o fabricante recomenda que se use o item após a abertura. Quando aberto por muito tempo, o produto pode sofrer contaminação, perder suas propriedades originais ou mesmo causar danos a quem usa. “O ideal é optar pelo menor frasco possível a fim de evitar o desperdício”, aconselha.
3. Produtos com conservantes ou ativos que irritam os olhos podem causar problemas. Mas é importante se atentar à tolerância do seu organismo a certos compostos antes de abrigar de vez um cosmético na sua nécessaire. Você pode ter alguma alergia e não saber.
4. Lápis na parte interna da pálpebra é algo que deve ser evitado, segundo Heloisa. Além disso, na hora de desfazer a make, o ideal é usar nos olhos um produto específico para o local. “É muito importante retirar todo o rímel e a sombra”, acrescenta.
5. Qualquer reação adversa nos olhos após a maquiagem é um bom sinal para procurar um médico. Ele indicará as melhores alternativas para o seu caso.