Cirurgia de Catarata

Seu tratamento é essencialmente cirúrgico, promovendo-se a retirada do cristalino opaco e implante de uma lente intraocular. A cirurgia está indicada quando a catarata causa baixa visual ou dificulta as tarefas usuais do paciente.. A indicação para correção de grau e eliminação do uso de óculos também é possível.
A cirurgia de catarata é realizada com emprego de técnicas de alta tecnologia, como a facoemulsificação com anestesia tópica (colírios) e mínimas incisões proporcionando uma cirurgia rápida, eficaz e uma recuperação visual confortável.

Atualmente dispomos do laser de Fentosegundo para delinear as incisões, realizar fratura do cristalino e também realizar correção do astigmatismo, aumentando a precisão cirúrgica, possibilitando a intervenção precoce com finalidade refrativa (correção de grau) em casos selecionados.

Dispomos de ampla gama de lentes intraoculares, que permitem correção de erros refracionais como astigmatismo, hipermetropia, miopia e presbiopia (vista cansada).

A decisão sobre o procedimento mais adequado a cada paciente bem como a escolha da lente intraocular cabe ao cirurgião, baseado nos exames pré-operatórios e na coexistência de outros problemas oftalmológicos, em conjunto com o paciente, buscando a oferecer uma melhor qualidade de visão aliado a melhora da qualidade de vida do paciente.

Cirurgia de catarata com laser de Femtosegundo

A cirurgia de catarata recentemente obteve um grande auxílio da tecnologia empregada na cirurgia refrativa na correção de grau com o uso do laser de femtosegundo.

Ao contrário da cirurgia refrativa no qual o seu uso fica restrito a moldar a superfície corneana, na cirurgia de catarata, este laser é capaz de realizar as incisões, abertura da cápsula anterior do cristalino para retirada da catarata e por fim, diminui a densidade da catarata promovendo seu amolecimento. Sendo assim, os passos cirúrgicos ficam mais simplificados e mais seguros, diminuindo o risco cirúrgico.

Atualmente, a técnica mais moderna para remoção do cristalino é através do emprego do ultrassom utilizando uma ponteira vibratória e ao mesmo tempo que o cristalino com a catarata vai sendo emulsificado, isto é , fragmentado em pequenos pedaços, esta também é aspirada através do mesmo instrumento e em seguida uma lente intraocular é implantada para ajustar o foco da imagem na retina e proporcionar uma boa visão com a menor independência de óculos possível de acordo com a necessidade de cada paciente.

Cabe ressaltar que um equívoco muito comum é o conceito que a cirurgia de catarata é “feita a laser”. Aliás, esta é uma das perguntas que o cirurgião de catarata sempre se depara durante uma avaliação pré-operatória. O laser já foi empregado anos atrás sem sucesso e foi superado pela técnica de ultrassom, que hoje é o padrão-ouro “gold standard” de tratamento mundial.

O laser de femtosegundo veio sem dúvida para ficar, porém, é importante ressaltar que ele não evita as incisões ou mesmo a necessidade de utilização do facoemulsificador para a remoção completa da catarata.