Degeneração Macular

A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é uma condição degenerativa da parte central da retina, a mácula. A DMRI causa perda da visão central impedindo que a pessoa possa ler, escrever e enxergar no centro do campo visual. A periferia do campo visual não é comprometida, permitindo, mesmo nos casos mais severos, andar e deslocar-se sem problema.

Existem duas formas de DMRI: úmida e seca. A forma úmida, ou neovascular, consiste na proliferação de pequenos vasos atrás da mácula. A forma seca é menos agressiva mas também causa perturbações na parte central do campo visual, geralmente distorção da imagem.

Causas

As causas da DMRI são várias: Fatores genéticos, idade, fatores nutricionais, fumo e exposição aos raios ultravioleta do sol. Na forma úmida, esta perda geralmente é súbita, causada pela hemorragia atrás da retina. Na forma sêca a perda visual ocorre de forma gradual.

Outros sintomas são distorção de letras e de imagens.

Diagnóstico

O diagnostico é feito pelo exame do fundo de olho, pela angiofluorescinografia, que mostra os pontos onde os neovasos estão vazando e necessitando de tratamento, pela observação da deformação de linhas quadriculadas, a chamada Tela de Amsler e pela tomografia de coerência óptica (OCT).

Tratamento

O tratamento preventivo costuma ser feito com medicamentos antioxidantes que parecem evitar o surgimento de neovasos atrás da retina. Isso se baseia no fato de que pessoas com dieta rica em vegetais escuros (brócolis, espinafre, etc.) tem menor incidência de DMRI. Injeções de antiangiogênicos também são indicados na forma úmida.